Políticas Credicoamo

Gerenciamento de Riscos

APRESENTAÇÃO

A estrutura completa para gerenciamento de riscos da CREDICOAMO está disponível para acesso dos associados e órgãos fiscalizadores em sua Administração Central situada à Rua Fioravante João Ferri, 99 - Jardim Alvorada - Campo Mourão – Paraná.

ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS

A estrutura de gerenciamento de riscos está alicerçada no ambiente e na cultura de controle da Cooperativa, que promove alto padrão de competência técnica e administrativa e comportamento ético na condução dos negócios. A governança dos riscos é exercida pela Administração da Credicoamo, observando-se os papéis e as responsabilidades a seguir.

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

  • adotar as estratégias, políticas e metodologias, bem como manter sistema de controle interno efetivo e eficaz; acompanhar o gerenciamento de riscos, manifestando-se quanto aos principais resultados reportados por meio das Auditorias Interna e Externa.

 

DIRETORIA EXECUTIVA

  • acompanhar os resultados das Auditorias Interna e Externa e de gerenciamento de riscos da Credicoamo;
  • coordenar e avaliar as ações relacionadas ao controle e a mitigação dos riscos;
  • implementar a estrutura de gerenciamento de riscos aprovada pelo Conselho de Administração, incluindo as políticas, processos, procedimentos e normatização, mantendo uma forte cultura de controle nas atividades da Credicoamo.

GERÊNCIA FINANCEIRA E PRODUTOS

  • mensurar os riscos, visando inclusive à alocação de capital na forma prevista nos normativos do Conselho Monetário Nacional e do Banco Central do Brasil;
  • efetuar a gestão do sistema que contém as matrizes de riscos, os dados dos indicadores de riscos e de seus resultados;
  • coordenar o gerenciamento de riscos e os controles centralizados das exposições de riscos;
  • disseminar e tornar efetivas as políticas de gerenciamento de riscos.


DEPARTAMENTO DE RISCOS E CONFORMIDADE

  • mapear e normatizar os métodos para identificação, avaliação, monitoramento, controle e mitigação dos riscos e da respectiva documentação.
  • Identificar os riscos não controláveis ou minimizáveis através de procedimentos de controles e submeter à análise superior para aceitação dos riscos ou adoção de outras medidas;
  • Identificar os riscos controláveis ou minimizáveis através de procedimentos de controles;
  • Implementação, avaliação e controle de normas e procedimentos de prevenção à lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo;
  • Elaboração de reportes e documentos legais voltados a prevenção à lavagem de dinheiro e financiamento do terrorismo;

 

GERÊNCIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

  • desenvolver e tornar disponível o sistema de tecnologia da informação.

 

AUDITORIA INTERNA

  • efetuar verificações periódicas e independentes quanto à efetividade do gerenciamento de riscos.

 

Veja o relatório completo aqui.

 

Coletamos dados para melhorar o desempenho e segurança do nosso website. Você pode consultar nossa Política Privacidade clicando AQUI.